- Quarta-feira
agosto 21, 2019

Centro de pesquisa em direitos humanos

Amnistia Internacional: Israel torturas, mata crianças palestinas impunemente

2018/02/24, 07:09


Amnistia Internacional: Israel torturas, mata crianças palestinas impunemente

Em toda a impunidade, Israel "mata" os civis palestinos, incluindo os menores de idade, além de "torturas" e abusos de prisioneiros, adultos ou menores, em seus centros de detenção, confirma Amnistia Internacional (AI) em um relatório recentemente publicado. .

Em toda a impunidade, Israel "mata" os civis palestinos, incluindo os menores de idade, além de "torturas" e abusos de prisioneiros, adultos ou menores, em seus centros de detenção, confirma Amnistia Internacional (AI) em um relatório recentemente publicado. .

"As forças israelenses, ilegalmente, matam civis palestinos, incluindo menores ... A tortura e outros maus tratos infligidos a detidos, incluindo menores de idade, continuam generalizados e são realizados com impunidade", afirmou o relatório, retirado na quinta-feira pela mídia. .

Conforme relatado pela Sociedade Palestina de Prisioneiros (SPP), cerca de 213 palestinos foram mortos pelas forças israelenses depois de serem presos, desde a ocupação de 1967 . Além disso, a organização não governamental palestina Military Court Watch (MCW) anunciou em dezembro passado que quase dois terços das crianças e crianças palestinas detidas pelo regime israelense em 2017 foram abusadas por seus captores.

Em seu relatório, preparado sobre o estado dos direitos humanos em 159 países e territórios durante o ano passado, 2017, a Amnistia Internacional informou que as forças israelenses dispararam e mataram "ilegalmente" muitos palestinos, incluindo menores, "enquanto não representam uma ameaça imediato para a vida "dos israelenses. Na seção sobre "homicídio ilegal", a AI lembra que os soldados israelenses mataram pelo menos 75 palestinos, por supostamente atacarem os israelenses ou foram suspeitos de pretender fazê-lo.

A oposição apontou na seção sobre "Uso excessivo da força" que os soldados israelenses "atacaram" os manifestantes, dispararam contra eles e mataram pelo menos 20 e feriram mais milhares.

"Muitos palestinos jogaram pedras ou outros projéteis (contra os israelenses), mas quando eles receberam feridas de bala não representaram qualquer ameaça para a vida dos soldados israelenses bem protegidos", ele reprova.

A Amnistia Internacional também lembrou que, em junho de 2017, o 50º aniversário da ocupação pelo regime de Tel Aviv e o 11º aniversário do cerco "ilegal" imposto na Faixa de Gaza, que somava cerca de 2 milhões de palestinos, foram cumpridos. sob "punição coletiva" e uma "crescente crise humanitária".

www.hispantv.com

palavra-chave(Tag)

Amnistia Internacional: Israel torturas، mata crianças palestinas impunemente

Seu feedback

truthngo sinceramente bem-vindo suas sugestões e dar-lhes prioridade e cuidadosamente verificados.

Seu feedback

A sua opinião

Notícias relacionadas

free website counter