- Quinta-feira
março 21, 2019

Centro de pesquisa em direitos humanos

Joseph Dunford: "Nossa principal prioridade não é garantir segurança e estabilidade no Afeganistão"

2018/12/24, 13:58


Joseph Dunford:

O presidente do Estado-Maior Conjunto dos EUA reconhece que sua presença no Afeganistão não visa estabelecer segurança no país asiático, mas "proteger o povo americano".

O presidente do Estado-Maior Conjunto, Joseph Dunford, destacou na quinta-feira que Washington deve continuar sua presença no Afeganistão para "proteger o povo americano" diante das ameaças do grupo terrorista Al-Qaeda e da gangue takfiri ISIL (Daesh, em Árabe).
"Se não pressionarmos a Al-Qaeda, o ISIL e outros grupos que estamos pressionando na região hoje, em nossa avaliação, ao longo de um período de tempo, sua capacidade seria reconstituída (...) e no futuro eles teriam a capacidade de Faça o que vimos no dia 11 de setembro ", acrescentou Dunford, referindo-se aos ataques terroristas contra as Torres Gêmeas em Nova York em 2001.
A Organização do Tratado do Atlântico Norte (OTAN), liderada pelos EUA, invadiu o Afeganistão em 2001 sob o pretexto de travar uma "guerra ao terrorismo", mas a insegurança continua a reinar em grande parte do território afegão e ajudou a expansão de grupos extremistas como o Daesh.
Atualmente, cerca de 14.000 soldados dos EUA estão implantados no Afeganistão, no entanto, a presença dos EUA e seus aliados só pioraram as condições já ruins daquela nação.
Enquanto isso, vários especialistas denunciam que Washington está transferindo membros do ISIL, derrotados na Síria e no Iraque, para o Afeganistão, a fim de justificar sua presença militar no país asiático.

palavra-chave(Tag)

Política،Afeganistão،EUA

Seu feedback

truthngo sinceramente bem-vindo suas sugestões e dar-lhes prioridade e cuidadosamente verificados.

Seu feedback

A sua opinião

Notícias relacionadas

free website counter